- Blog -

Frutas cristalizadas – Uma viagem ao berço da Crystallised Fruit – Parte 1

  • frutas-cristalizadas-provence-franca
  • frutas-cristalizadas-sul-da-franca
  • frutas-cristalizadas-franca
  • frutas-cristalizadas-maze-doces
  • frutas-cristalizadas-maze-doces-viagem
  • frutas-cristalizadas-museu
  • museu-frutas-cristalizadas-maze-doces
Este é o primeiro texto de uma aventura linda pela região da Provence, na França, que fiz ao lado de meus queridos filhos e genro. Uma jornada pela história das confituras, que não poderia ter mais a ver com a Mazé Doces.
Apt é uma comuna francesa importantíssima na Região da Provença que há séculos conserva o glorioso título de “capital da fruta cristalizada”. E é aqui que começa a nossa jornada =)
frutas-cristalizadas-maze-doces

Apt, a capital da fruta cristalizada

Quando comecei a fazer doces cristalizados não sabia nem o que era… 18 anos se passaram e hoje estou no museu de Apt com meus filhos, razão de tudo ter começado, no berço das fruits confits.

O museu de Apt nos deixou encantados! E como não? Nele é contada toda a história da produção das frutas confitadas, louças, extração de terra ocre de todas as cores, entre outros produtos da região…

frutas-cristalizadas-maze-doces-viagem

Em conversa pouco bem sucedida com um francês, em cada rua, em cada beco de Apt respirando e sentindo a história, pude conhecer, ver e sentir o encanto e a magia que é transformar frutas em verdadeiras obras de arte. 

frutas-cristalizadas-museu

Tudo lentamente e cuidadosamente a seu tempo

frutas-cristalizadas-sul-da-franca

Se hoje a nossa produção na Mazé Doces demora cerca de 30 dias , aqui na França descobri que são 5 meses de preparo. E é assim há mais de 300 anos. 

Ver as máquinas e equipamentos de centenas de anos me deixou trêmula… O coração apertado por um sentimento de pertencimento que me fez chorar e encher meu coração  de alegria!

museu-frutas-cristalizadas-maze-doces

E me pergunto: será que vivi nessa época? Como este dom chegou até mim?

É algo inexplicável, mas a sensação de pertencimento me deixa feliz e confusa, tão forte ela é. Sem entendimento, mas com um contentamento incapaz de ser descrito, apenas de ser sentido .

Como alguém do outro lado do mundo pode fazer o doce instintivamente, sem nem ao menos saber que existia França, e um doce tão parecido?  

frutas-cristalizadas-provence-franca

Sigo meu garimpo pela história e fábricas da região, me encantando e inspirando a cada local.

E com a certeza de que esse é só o começo da nossa, da minha história. Certeza de que o tempo contará esse “segredo” a outra mulher, que por ventura comece a se aventurar neste caminho das confituras, em qualquer parte do mundo.

Gratidão a Deus, à meu pai que me ensinou a cozinhar, à minha mãe que me ensinou a fazer doces,  aos meus antepassados que me plantaram na Alma sementes e dons da arte de fazer os doces cristalizados, à meus filhos Tirzah e Gabriel que me apoiam incondicionalmente nessa jornada.

Gabriel, nosso cuidadoso e gentil tradutor, que carinhosamente tornou possível nossa comunicação em todos os lugares que fomos.

A Cesar Silva (marido da Tirzah) o nosso fotógrafo e companheiro do volante.

E principalmente a Tirzah, que incansavelmente pesquisou e mapeou cada pedacinho da nossa aventura de 10 dias pela Provence do Sul da França.

Filhos amados de coração, agradeço por me inspirarem e por me fazerem ser uma pessoa melhor todos os dias. Por me moverem sempre na realização dos meus sonhos! Vocês são incríveis!!!

Confira os produtos Mazé Doces que são a cara do Sul da França!

Compartilhe

Share on FacebookTweet about this on TwitterGoogle+

Últimos posts

Categorias

Arquivos