- Blog -

Licor, a bebida dos apaixonados

Ele é forte, doce e bem caloroso: se o licor não é a bebida dos apaixonados, então há algo estranho nisso!

Brincadeiras à parte, o licor é uma das bebidas mais versáteis que existe, pois ele pode ser facilmente produzido de maneira artesanal – aliás, os licores artesanais são considerados mais especiais e deliciosos do que os industrializados.

No post de hoje nós separamos algumas curiosidades bem interessantes sobre o licor para que, no final, você tenha certeza de que ele é, sim, uma bebida apaixonante e perfeita para aquecer os corações!

O surgimento do licor

Para entendermos melhor de onde surgiu o licor, recorremos a dois escritores que são referências no tema – Santos e Ribeiro – autores do livro “Aprenda a fazer licores”, lançado em 1991 pela Editora Três.

Segundo suas pesquisas, a versão mais aceita é que o licor tenha surgido em poções caseiras e xaropes para curar problemas de estômago, tosses e outros pequenos problemas. É isso mesmo: o licor era um medicamento caseiro, preparado por mulheres comuns, cujos conhecimentos eram passados a suas filhas.

Além disso, utensílios e registros da produção de álcool por meio da fermentação foram encontrados em sítios arqueológicos dos povos árabes em 900 a.C.

Mas e o licor tal como o conhecemos atualmente?

De acordo com os autores, foi por conta de um alquimista catalão chamado Arnaud Villeneuve, que, em 1250, conseguiu extrair todos os princípios aromáticos das ervas, através de uma técnica que ajuda a obter as essências das plantas, conservando suas propriedades.

Já as fórmulas dos licores que começaram a fazer sucesso como bebida se deram por conta dos monges, cujas receitas sequer eram reveladas e assim ficaram guardadas entre eles por mais de 300 anos.

E após a descoberta de Arnaud, os monges monopolizaram a fabricações dos licores deixando apenas algumas receitas à posteridade – muitas outras continuam em segredo.

Por fim, foi no século 19 que a indústria de destilação avançou, sofisticando a produção de licores – mas o licor caseiro nunca perdeu seu charme e, muito menos, espaço no mercado. Ainda bem, não é mesmo?

Tipos de licor

Sabendo que o licor é uma bebida composta por, basicamente, três ingredientes – álcool, xarope de açúcar e extratos aromáticos extraídos – saiba que ele se divide em vários tipos.

Segundo a variedade de fabricação, temos:

  • licor à base de frutos;
  • licor à base de plantas;
  • licor à base de essências;
  • licor à base de natas e cremes de leite.

Segundo o método de fabricação, o licor pode ser feito:

  • por infusão ou maceração (à base de frutos);
  • por destilação (à base de plantas);
  • por essências ou extratos;
  • por adição de natas e cremes (cream liqueurs).

Mas quais são os tipos de frutas, ervas e outros produtos aceitos na fabricação de licores?

  • plantas, como manjericão, hortelã, alecrim e erva-cidreira;
  • frutas, como banana, morango, groselha, laranja, maracujá, cereja, etc.;
  • flores, como alfazema, camomila, rosa, laranjeira, etc.;
  • cascas de árvores, como sândalo, canela e quina;
  • raízes, como aipo, cenoura, angélica, etc.;
  • sementes, como café, cacau, damasco, anis, pimenta, nozes, etc.;
  • açúcar, com o de beterraba, o mel, o da cana e o de suco de uvas concentrado.

Mas, afinal, por que o licor é uma bebida dos apaixonados?

Muitas lendas que envolvem o licor contribuíram para que ele tenha esse título.

Há séculos ele já era descrito como “uma poção de amor para conquistar o ser amado, afrodisíaco, elixir de longa vida” e vários adjetivos.

Uma dessas lendas envolvendo o surgimento do licor é a de que ele foi criado por causa do desespero de uma jovem que queria conquistar o seu amado. Depois de vários experimentos, ela conseguiu produzir a bebida – mas não sabemos o final da história!

Existe, ainda, outra lenda do interior da Itália que dizia que as bruxas da região preparavam a bebida à base de ervas e frutas para unir casais de amantes para sempre.

Bom, teorias à parte, o fato é que o licor é, sim, considerado uma bebida afrodisíaca. Aliás, a amarula – conhecido licor da África do Sul feito com creme de leite e suco do fruto da árvore maruleira – é um bom exemplo de afrodisíaco.

Isso porque ao ser ingerido, ele libera endorfina, o hormônio ligado ao bem-estar e prazer.

Aqui na loja da Mazé Doces em Carmópolis de Minas temos o licor de jabuticaba, morango, pimenta, maracujá e figo, rosas.

São maravilhosos, vale a pena experimentar! Nossa loja fica na rua Luís Alves, nº 44. O telefone é (37) 3333-2263.

Depois de tanta informação, cá para nós: deu até vontade de degustar e conhecer a variedade de licores que temos, não é verdade? Então, vale a dica final: aprecie com moderação e viva o amor!

Compartilhe

Share on FacebookTweet about this on TwitterGoogle+

Últimos posts

Categorias

Arquivos